Sindicato solicita arquivamento de PL que fere a Liberdade de Pensamento e de Expressão

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado do Amazonas – SJP/AM, nesta quinta-feira, 22/04, encaminhou ao gabinete da presidência da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas – Aleam, o ofício 006/2021-SJP/AM, no qual solicita às comissões legislativa e ao deputado João Luiz (Republicanos) o arquivamento do Projeto de Lei – PL 158/2021, que “obriga que nas capas de livros, revistas, magazines e similares, contenham informação clara, com letras de fácil compreensão, sobre conteúdo sexual e/ou ideologia de gênero que a obra contenha”, pois fere os princípios inscritos na Constituição Federal – CF 88, a liberdade de Pensamento e de Expressão.

Em uma de suas argumentações, o SJP/AM afirma que “o referido PL fere uma das maiores conquistas da humanidade, consagrada na Constituição Federal (CF) do Brasil, em 1988, a liberdade de Pensamento e de Expressão. Um direito que toda pessoa tem. Um direito que compreende a liberdade de buscar, receber e difundir informações e ideias de toda natureza, sem consideração de fronteiras, verbalmente ou por escrito, ou em forma impressa ou artística, ou por qualquer outro processo de sua escolha. Além disso, é um princípio protegido pela Constituição brasileira e sem o qual não construiremos uma sociedade verdadeiramente democrática”.

A entidade sindical dos jornalistas no Estado do Amazonas conclui que, diante do cenário de dor e fome do povo amazonense causados pela pandemia do novo coronavírus, somado a importância da liberdade de Pensamento e de Expressão no Estado Democrático de Direito e, pela própria ilegalidade que se configura a proposta, solicita às Comissões da Casa Legislativa e ao próprio deputado autor da propositura, o arquivamento do referido Projeto de Lei – PL, que também define multa na falta de seu cumprimento.

Manaus, 26 de abril de 2021.
DIRETORIA
SINDICATO DOS JORNALISTAS PROFISSIONAIS NO ESTADO DO AMAZONAS – SJP/AM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.