1° de Maio – Mais salários, vacinação e união

O 1° de Maio – Dia do Trabalhador no Brasil, sempre serviu e serve até os dias atuais, para mostrar a realidade da situação de trabalho, emprego e renda dos trabalhadores no país. 

Em 2021, os jornalistas, e inclusive, profissionais de outras categorias de comunicação, não  têm o que comemorar.

No Brasil, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, são mais de 14 milhões de trabalhadores (as) desempregados, e apenas uma pequena parte segue amparada pelo Auxílio Emergencial do governo Bolsonaro, com valor médio de 250 reais.

No Amazonas, a situação imposta pela pandemia do novo coronavírus, com o crescente número de casos e internações pela Covid-19, a falta de vacinas para imunização em massa da população (o país tem apenas 15% de brasileiros (as) vacinados) somada a distribuição de medicamentos ineficazes e o episódio da falta de oxigênio medicinal nos hospitais públicos, se constituiu como determinante na morte de 17 jornalistas, entre as mais de 12 mortes de trabalhadores e familiares em todo o Estado. 

A diretoria do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado do Amazonas – SJP/AM, neste dia de importância à reflexão da categoria sobre as condições de trabalho e salário, denunciamos a postura instransigente dos representantes das empresas jornalísticas por não realizar há  anos os acordos/convenções trabalhistas, fato que tem contribuído para perda do valor de compra nos salários dos profissionais.

Por melhores salários, vacinação dos profissionais e em defesa da vida com qualidade que os jornalistas e suas famílias merecem no Amazonas:

1° de Maio, de união, luta e conquistas !

Diretoria

SINDICATO DOS JORNALISTAS PROFISSIONAIS NO ESTADO DO AMAZONAS  – SJP/AM.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *