NOTA DE REPÚDIO

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado do Amazonas – SJP/AM e a Federação Nacional dos Jornalistas – FENAJ, repudiam por meio desta, a agressão sofrida pelo repórter Lucas Lobo, correspondente da Rede Amazônica de Rádio e Televisão, no município de Humaitá, interior do Amazonas.

A violência praticada pelo agressor e ex-vice prefeito do município amazonense, Herivaneo Seixas, ocorreu nesta quinta-feira, 08 de julho, quando o repórter estava fazendo matéria sobre a prorrogação das investigações do Ministério Público Estadual (MPE) relativas a contratação de uma empresa para fornecimento de testes rápidos para detecção da Covid-19, na qual o agressor é um dos investigados.

As entidades que representam os jornalistas no país lembram às autoridades públicas e à sociedade que o acesso à informação de relevante interesse público é um direito fundamental do cidadão. Portanto, o livre exercício profissional e a integridade dos jornalistas devem ser respeitados.

Diante dos fatos, o SJP/AM e a FENAJ solidarizam-se com o repórter Lucas Lobo, e colocam-se à disposição da vítima, lamentando a violência praticada contra o profissional e à liberdade de imprensa.

Esta nova agressão à repórter no exercício da profissão ocorre quinze dias depois do registro de outro caso, a violência realizada por seguranças do prefeito Mário Abrahim, contra o repórter Leandro Marques, no município de Itacoatiara, também no Amazonas.

Manaus, 08 de julho de 2021.

SINDICATO DOS JORNALISTAS PROFISSIONAIS NO ESTADO DO AMAZONAS  – SJP/AM.

FEDERAÇÃO NACIONAL DOS JORNALISTAS – FENAJ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *