gototopgototop
 
 
 
Segunda-Feira, 18 de Dezembro de 2017
 
 
Audiência TRT - 11ª Região | Imprimir |  E-mail
Qui, 16 de Março de 2017 16:44

Jornalistas rejeitam proposta de reposição salarial abaixo da inflação

Os Sindicatos de Profissionais Jornalistas  (SJPAM) e das Empresas Jornalísticas no Amazonas (SINEJA) não chegaram a um acordo na audiência de Conciliação e Instrução, realizada hoje, 16, na Sala de Dissídio Coletivo do Tribunal Regional do Trabalho - 11ª Região (Amazonas e Roraima). A patronal apresentou proposta de 6% (seis por cento) para repor a inflação de 2015 nos salários dos profissionais, quando a inflação real, segundo o INPC, foi de 11,27% (onze vírgula vinte e sete por cento).

"A proposta está fora da realidade pois já estávamos abrindo mão de discutir os 5%, a título de ganho real e a alteração salarial ocorreria a partir de março de 2016, o que ignorava o pagamento com retroativo pois a data-base dos jornalistas é 1º de janeiro, neste caso, 1º de janeiro de 2016", justifica o presidente do SJPAM, jornalista Wilson Reis.

Sem acordo entre as partes, a desembargadora Eleonora Saunier Gonçalves, presidente do TRT - 11ª Região, com base no artigo 864 da Consolidação das Leis de Trabalho - CLT deve encaminhar o processo ao relator, desembargador Jorge Alvaro Marques Guedes para julgamento do mérito.

Ao lado do assessor jurídico do SJPAM, advogado Ananias Gomes, o presidente da entidade, Wilson Reis acredita numa decisão favorável ao pleito dos profissionais. "Desde a inicial do processo até a presente data prestamos todas as informações solicitadas pela Justiça do Trabalho. Creio numa decisão favorável da Justiça quanto reposição integral da inflação para que possamos  corrigir as perdas no período", disse Reis.

A direção do SJPAM acredita que uma decisão final sobre a Convenção Coletiva de Trabalho - CCT 2016 deverá ocorrer entre os meses de maio e junho. As discussões entre os dois sindicatos sobre a CCT de 2017, deverão estar sendo agendadas em breve.


SJPAM

Assessoria de Imprensa

Foto: Edmar Barros

 

Adicionar comentário

Seu apelido/nome:
seu email:
Assunto:
Comentário: